19 de jul de 2014

A arte do Desapego.

Desapegar-se não significa não se apegar e assim tornar-se um ser desprovido de apego num constante caminhar sem a presença de vida e sentimento. Desapego é tomar conhecimento que ideias fixas devem ser desprovidas de apreço, jamais tomando como únicas verdades apenas a nossa própria forma de pensar como as coisas devem ser, dessa forma, abrindo-se para todas as possibilidades e formas de verdade. É entrar num grau de intimidade onde não é necessário um nome, é saber por debaixo de todas as nomenclaturas e conceitos, que todas as coisas estão dentro das outras coisas. O cerne do desapego se encontra no abandono de ideias rígidas de como as coisas deveriam ser. As coisas nem sempre e talvez jamais serão como gostaríamos que fossem e com relação a isso cabe apenas aceitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário