26 de mar de 2015

Um rascunho sobre sentir.

Meus olhos curiosos acompanham cada movimento teu.
Minha boca sorri meio tímida quando percebe o seu sorriso.
Minhas mãos cheias de vontade só se acalmam quando entrelaçam as suas. 
Minha cintura se embala no nosso encontro descompassado que mais parece sintonia.
Meus pés inquietos querem correr até você. 
E meu coração... meu coração não mais carece abrigo, achou um lugar que insisto chamar de lar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário